Preso por pedofilia, estudante de Medicina paga fiança de R$ 20 mil

Na casa do suspeito, policiais localizaram 12 mil imagens de crianças e adolescentes

 Preso em flagrante na manhã desta terça-feira (19), o estudante de Medicina suspeito de pedofilia pagou fiança de R$ 20 mil e foi liberado no começo da tarde. A Polícia Civil solicitou a prisão preventiva do homem, mas ainda não há decisão judicial sobre o pedido. Se a detenção for negada, o estudante, que não teve o nome divulgado, responderá ao processo em liberdade.

Aluno do 7º semestre, o estudante de 27 anos, que não teve o nome divulgado pela polícia, é suspeito dos crimes de “adquirir, possuir ou armazenar fotografia com cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente” e “aliciar, assediar, instigar ou constranger criança com o fim de com ela praticar ato libidinoso”, previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Somadas, as penas podem chegar a sete anos de prisão.

Os agentes levaram o homem do centro obstétrico do hospital onde encerrava o plantão, por volta das 6h30min. Na casa do suspeito, na Rua Felipe Camarão, no bairro Bom Fim, os policiais localizaram um notebook com mais de 12 mil imagens de crianças e adolescentes. Além do computador, celulares e pendrives também foram recolhidos para perícia.

O caso chegou ao Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS) por meio da Polícia Civil de São Paulo. A investigação começou em território paulista após o pai de um menino de 10 anos encontrar diálogo em rede social entre o filho e um perfil falso com conotação sexual. A partir da denúncia, chegou-se ao estudante em Porto Alegre.

Fonte: cgn.uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *