PT decide mudar sede oficial e registrar candidatura de Lula, diz Lindbergh

Foto: Reprodução / Facebook

Em ato na frente da superintendência da Polícia Federal de Curitiba, o senador Lindbergh Farias (PT/RJ) declarou que o Partido dos Trabalhadores tomou duas decisões nesta segunda-feira (9). Transferir a sede oficial do partido para Curitiba e registrar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições de outubro em qualquer circunstância.

“Vamos trazer políticos, lideranças internacionais e artistas para Curitiba. Curitiba, agora, é o berço da resistência”, declarou Lindbergh. Segundo o senador, a estratégia do partido nesse primeiro momento é usar a tribuna do Senado para denunciar o “crime contra o presidente Lula” e voltar para a capital paranaense no final de semana.

Nas manifestações desta noite, cercado por centenas de manifestantes, as lideranças do PT também atacaram a Operação Lava Jato, o juiz federal Sergio Moro e a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que rejeitou o pedido de habeas corpus preventivo na última semana. “É o papel de cada um de nós lutar pelo país, a nossa democracia, defender Lula e o povo trabalhador”, disse o senador.

Sobre a possibilidade de o Supremo Tribunal Federal (STF) reverter a prisão de Lula, ele disse “acredito em uma reversão no STF, porque isso não é compatível com a nossa legislação. Nem a condenação, tampouco a prisão para o cumprimento antecipado de pena”.

Estratégias da defesa

Ontem, o advogado de Lula, Cristiano Zanin, declarou que a defesa do ex-presidente trabalha para reverter a prisão do ex-presidente e analisa a possibilidade de pedir a transferência do petista para São Paulo, mas não deu detalhes sobre as estratégias que serão tomadas. “O que entendemos é que não há motivo jurídico para ele estar preso e vamos tomar as providências para que a prisão seja revogada”, declarou.

fonte; paranportal.

Related Post

URL curta: https://portaldopiquiri.com.br/?p=3058

Publicado por em abr 10 2018. Arquivado em Brasil, Destaque, Noticias, Politica. Você pode acompanhar quaisquer respostas a esta entrada através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta, ou trackbacks a esta entrada

Deixe uma Resposta

Imagens

Designed by Gabfire themes