Vereadora suspeita que gabinete foi alvo de escuta clandestina

A vereadora Inês Weizemann (PSD), de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, registrou um boletim de ocorrência na Delegacia da Polícia Civil depois de encontrar em seu gabinete um objeto que acredita ser uma escuta clandestina.

Inês disse à polícia que o objeto estava colado embaixo de sua mesa foi achado por uma assessora no início da manhã de quinta-feira (7), primeiro dia de sessão na Câmara de Vereadores este ano.

O caso foi registrado como constrangimento ilegal e violação de domicílio, e o aparelho recolhido para ser periciado.

Em nota, o presidente da Câmara, Beni Rodrigues (PSB), declarou que ainda não recebeu a reclamação formal e que se a vereadora formalizar a queixa abrirá uma sindicância para apurar o caso.

Para o vereador, será necessário fazer uma perícia no objeto para identificar se o objeto capta áudio. Imagens de câmeras de monitoramento da Câmara também podem ajudar nas investigações, apontou.

G1.


Related Post